Últimas Postagens
Loading...
agosto 31, 2011



Há alguns anos venho pensando sobre isso, porém nenhuma resposta concreta vem à minha mente, talvez pelo fato de não existir resposta concreta, penso eu. O que me resta então, a não ser elaborar hipóteses?

Como todo assunto polêmico, esse é mais um tema longo, e eu diria “sem fim.” Questão sócio-cultural? Pode ser, em alguns casos. Li uma matéria há alguns dias, falando sobre o preconceito também existente dentro de uma tribo indígena, mas não podemos esquecer a influência sofrida pela civilização do “homem branco”. Essa tribo citada na matéria usa trajes como os nossos, e tem acesso às mesmas informações que temos.
Questão socioeconômica? É relativo, já que ser homossexual e ter situação financeira abastada, ou ser um intelectual, um artista, ou qualquer outra qualificação que torna uma pessoa “separada” do restante, poder-se-ia dizer que a condição homossexual não incomoda tanto. Será que estou errado?
Questão de ordem religiosa? Bem, nesse caso eu acho que as coisas mudam um pouco. Neste termo entenda-se a religião como “crença religiosa”, seus dogmas e tratados teológicos, e não no sentido de “conceitos sociais” ou filosóficos.

Todos nós sabemos da influência exercida pelas igrejas ao longo dos séculos, especialmente pela Igreja Católica Romana, no tocante a temas polêmicos, tanto na literatura (a Bíblia), como nas artes plásticas, e em maior tom no período do Renascimento e Alto Renascimento, seguido pelo movimento reformista de Martinho Lutero. Pois bem, não entrarei em detalhes para que a leitura não se torne cansativa, mas fico cá pensando com meus botões em várias contradições, indas e vindas, incoerências, traduções em cima de traduções, interpretações pessoais, encomendadas, etc, etc, e quanto mais eu leio, mais minha cabeça se “funde”, porém quanto mais detalhes, maior se torna a minha compreensão pessoal sobre tudo isso. Mas repito, são devaneios meus, coisas que passam pela minha mente desde que me entendi como um “ser pensante”, e que não reflete em absoluto, conceitos e considerações de outrem.

Por exemplo, penso na Roma Antiga, nos nobres da época, nos seus exércitos, que passavam anos a fio longe de suas mulheres, sem nenhum contato pessoal com elas, incluindo evidentemente o sexual. Penso na nobreza, que dispunha da prática homossexual como bem lhe aprouvesse com seus servos e escravos, e quase sempre, ou sempre, com o conhecimento de suas mulheres. Penso nos centuriões, qual deles não teria seu parceiro? Penso nos soldados e sua cumplicidade com o parceiro de batalha, a fim da proteção mútua, configurando assim grande estratégia de guerra. Enfim, eu me pergunto: “qual Roma estaria certa? Ou qual Roma era mais tolerante?”
Será que a tolerância da época era apenas uma simples conveniência, ou a verdade dos fatos foram trancados a sete chaves até hoje? Sim, porque tudo era traçado e executado com a anuência dos Papas, como até hoje é.

Voltando a falar sobre a Bíblia, quantas traduções até sua compilação, quanta diversidade e possibilidade de interpretação, quantos textos subtraídos (os chamados Apócrifos). Entretanto algumas partes me chamam a atenção, como por exemplo, a incrível e não muito bem explicada simpatia entre Davi e Jônatas. Abaixo transcrevo alguns trechos:

Segundo livro de Samuel, Capítulo 1, versículo 25-27. Palavras do rei Davi:
- como caíram os valentes no meio da peleja!
Jônatas sobre os montes foi morto!
Angustiado estou por ti, meu irmão Jônatas;
Tu eras amabilíssimo para comigo!
Excepcional era o teu amor, ultrapassando o amor de mulheres!
(Esse trecho é no mínimo intrigante)

Primeiro livro de Samuel, Capítulo20, versículo 30O rei Saul, pai de Jônatas, dizendo:
- Então se acendeu a ira de Saul contra Jônatas, e disse-lhe:
Filho de mulher perversa e rebelde; não sei eu, que elegeste o filho de Jessé (Davi), para vergonha tua e para vergonha do recato de tua mãe?
Não vou me prolongar fazendo outras citações relacionadas, mas elas existem.
Quero, e preciso lembrar aqui, que não estou fazendo apologia à homossexualidade, a única coisa que eu gostaria de entender é exatamente o título do texto, ou seja, o porquê de tanto incômodo. Por que o homossexual, sendo minoria, tem esse “poder tão grande” de incomodar tanta gente, a ponto de gerar muitas vezes um ódio inexplicável? Também não posso afirmar que Davi era homossexual, como também ninguém pode, mas no mínimo ele tinha uma relação bastante íntima com Jônatas. Mais tarde ele se casou e teve filhos, no entanto também praticou adultério, como muitos homens faziam naquela época, tendo vários filhos e filhas com as chamadas concubinas.

A questão do pecado. Ser homossexual, afirmam alguns, é ir contra a natureza. Mas qual natureza? A natureza humana, ou a natureza como um todo? Sim, por que como explicar a homossexualidade entre os animais? Pesquisas e estudos realizados nos Estados Unidos comprovam essa prática em mais de sessenta por cento dos animais. Eu, inclusive já vi documentários da National Geografic mostrando desde a espécie dos símios, até aves, praticando o ato homoerótico, porém instintivamente procurando a fêmea quando da época para procriação. E aí devemos voltar ao esclarecimento sobre o termo usado erroneamente em relação à homossexualidade ser “opção”, o que comprovadamente não é, visto que um animal irracional não tem condições de fazer esse tipo de opção. Ou será que eles seriam mais racionais do que nós, convivendo dentro de uma incrível tolerância?

Mas por que falei em pecado? Porque se formos considerar como pecado, não podemos esquecer de outros pecados, como incesto, adultério, pecado original, afinal a Bíblia está cheia deles. Logo de cara temos dois: o dito “pecado original” e o incesto, ambos protagonizados por Adão e Eva. Esclareço que eu particularmente não acredito em nenhum dos dois, e não estou sendo leviano em dizer isso, já que a explicação vem da própria Bíblia, a saber:
Primeiramente devemos pensar, se o ser humano foi feito para se multiplicar, qual então seria a outra forma de fazê-lo? E onde está aí o pecado?
Segundo: sobre o incesto. Se essa estória fosse verdadeira, só existiriam duas formas para a constituição de uma civilização, ou seja, Eva ter tido relações sexuais somente com o parceiro (Adão). Neste caso os dois filhos teriam de aguardar a vinda de uma irmã para manterem relações sexuais, o que ficaria caracterizado o incesto. E não havendo nem uma coisa, nem outra, certamente haveria também a prática homossexual entre os irmãos, já que o ser humano tem desde então suas necessidades fisiológicas. E aí eu pergunto: por que o incesto é considerado pecado hoje em dia? Teriam eles outra opção? E no caso de Eva ter mantido relações com os filhos: incesto. Não consta que Eva tenha dado à luz, uma menina.
Terceiro: a hipótese de Adão e Eva serem os primeiros habitantes da Terra é refutada também no próprio livro Gênesis, descrito abaixo:

- Capítulo 4, versículo de 15 a 17O Senhor, porém lhe disse (a Caim): Assim qualquer que matar a Caim será vingado sete vezes. E pôs o Senhor um sinal em Caim para que o não ferisse de morte quem quer que o encontrasse.
Retirou-se Caim da presença do Senhor, e habitou na terra de Node, ao oriente do Éden.
E coabitou Caim com sua mulher, ela concebeu e deu à luz a Enoque, Caim edificou uma cidade e lhe chamou Enoque, o nome de seu filho.
Acho que não preciso comentar. Quem poderia matar Caim caso o encontrasse, se não havia mais ninguém no planeta? E de onde saiu sua mulher, que estava ao oriente do Éden?

Você que está lendo esse texto, deve estar se perguntando o porquê de eu estar citando um assunto que aparentemente foge do título, entretanto devo dizer que não há como investigar o tal “incômodo” sem falar sobre pecado, já que a maioria das pessoas acham que ser homossexual é ser um pecador, imundo aos olhos de Deus e delas próprias.

Essa foi a primeira parte desse texto. Na segunda parte continuarei levantando minhas hipóteses, porém mais voltadas aos nossos dias atuais.

Texto: Geraldo Ráiss

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção. Os comentários no Blog estão temporariamente sem moderação. Não use frases racistas, discriminatórias, contra etnias, ou palavras que incitem à violência. Esse é um blog de entretenimento, comentários devem ser feitos, mas seja educado. E, por favor, não faça spam. Obrigado.