Últimas Postagens
Loading...
maio 28, 2012


Foto: Reprodução/DailyMail
Pesquisadores na República de Camarões advertiram para os moradores não comerem carne de macacos para não se contaminarem.
Os cientistas estão monitorando um vírus muito semelhante ao HIV chamado de Human Foamy Virus (HFV), e temem que uma pequena quantidade possa se espalhar, levando a uma nova crise global de saúde.




Aproximadamente 80% dos habitantes de Camarões comem macacos mortos na selva, além de gorilas, mas o chimpanzé é o animal mais caçado.

De acordo com estimativas, até 3.000 gorilas são abatidos todos os anos no sul de Camarões. Se o número levar em consideração outros lugares do país, as estimativas de animais mortos sobem para valores inacreditáveis.

Um estudo realizado pelo Centro Americano de Controle e Prevenção de Doenças, identificou evidências de vírus, incluindo o Human Foamy Virus (HFV) e outros similares em carnes selvagens que são importadas ilegalmente e confiscadas em vários aeroportos internacionais, incluindo o John F. Kennedy International Airport.

O Ape Action Africa (AAA) também identificou o vírus em animais trazidos para viverem em um zoológico. A instituição cuida de centenas de gorilas e chimpanzés que ficaram órfãos por culpa do comércio ilegal de carne silvestre.

O Dr. Tafon testa o sangue de todos os macacos que chegam ao santuário de AAA. Ele comentou ao portal Daily Mail que detectou recentemente o Human Foamy Virus (HFV).

Ainda não foi confirmado se o vírus infectou algum morador do país que consome a carne de macaco. O pesquisador do AAA também estima que Ebola possa estar presente, sendo o responsável pela morte recente de uma tribo inteira em uma aldeia vizinha.

“Na aldeia de Bakaklion nossos irmãos encontraram um gorila morto na floresta. Eles o levaram para a aldeia e comeram sua carne. Quase imediatamente, todos morreram – cerca de 25 homens, mulheres e crianças -  a única pessoa que sobreviveu foi uma moradora que não comeu a carne”, disse Felix Biango, um ancião da aldeia vizinha.

Prato feito com a carne. Foto/Reprodução-DailyMail

O professor Dominique Baudon, direitor do Centro Pasteur em Yaoundé, capital de Camarões, diz estar preocupado com a possível epidemia ou pandemia sobre o Human Foamy Virus (HFV).

Ele comenta que os caçadores que matam macacos em florestas fechadas estão expostos ao vírus e existe grande potencial para sofrerem mutações, tornando-os mais agressivos.

Pesquisadores do governo do país não sabem bem os efeitos do Human Foamy Virus (HFV) em humanos e o governo do Canadá disse recentemente que não tem certeza de como ele é transmitido.


“O método exato de transmissão ainda não foi confirmado, mas há indicações de que o vírus possa ser transmitido através da exposição ao sangue, saliva e outros fluidos corporais de animais afetados”, comentou oficialmente uma comissão de cientistas canadenses.



O Autor do Blog
Geraldo Ráiss Geraldo Ráiss, criador e editor do Blog, estudou Administração de Empresas, autodidata, tem como hobbie escrever poemas e romances. Apreciador da boa música e das artes, e claro, criar artigos para o Blog.

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção. Os comentários no Blog estão temporariamente sem moderação. Não use frases racistas, discriminatórias, contra etnias, ou palavras que incitem à violência. Esse é um blog de entretenimento, comentários devem ser feitos, mas seja educado. E, por favor, não faça spam. Obrigado.