Últimas Postagens
Loading...
setembro 03, 2011

Existem momentos em nossas vidas que temos de fazer escolhas. Alguns dizem que temos o livre arbítrio para tudo, eu particularmente não estou bem certo disso, ou talvez ainda não tenha chegado a nenhuma conclusão sobre a questão. O fato é que, para algumas coisas temos realmente essa liberdade, ao passo que para outras o mais provável é que tenhamos de aceitar algumas situações impostas pela vida, parecendo que esta (a vida) não nos ofereça tantas opções assim.


A vida é um jogo. Sempre penso em duas situações, aquela que você faz a escolha e futuramente possa se arrepender, e aquela que você não opta por fazer naquele exato momento, porém no futuro também haja a possibilidade do arrependimento, nesse caso por não haver tentado. Um jogo!
Você já pensou, por exemplo, em quantas oportunidades já podemos ter perdido ao longo dessa caminhada? Quantos amores verdadeiros deixamos de compartilhar por medo, ou quem sabe por não haver naquele momento outra saída? Até que ponto a vida nos impõe coisas?

Existem dois versos famosos de Fernando Pessoa:

Valeu a pena? Tudo vale a pena
Se a alma não é pequena.

Embora esses versos tenham sidos inseridos em outro contexto, no caso, o poema Mar Português, Fernando Pessoa não deixou de universalizar suas palavras, como sempre fez, e dentro dessa ampliação fantástica de ideia somos obrigados a parar para refletir, como se nossos olhos ligados diretamente ao nosso cérebro não fossem capazes de deixar de fixá-los (os versos) por um longo tempo, talvez muito tempo.
Será que realmente tudo vale a pena? Essa resposta é individual, não serei eu a responder.
Abaixo, eu separei mais uma cena inesquecível, dessa vez do filme “As pontes de Madison”, que traduz muito do que eu estou querendo dizer. São quatro minutos de total solidão da personagem de Meryl Streep, a cena final, em que ela tem de fazer sua escolha. E aí eu deixo as seguintes perguntas: “Como teria sido sua vida, se a opção fosse outra?” “Valeu a pena?” “No caso da personagem, qual seria o arrependimento?”
A vida é um jogo! Tirem suas próprias conclusões.

0 comentários:

Postar um comentário

Atenção. Os comentários no Blog estão temporariamente sem moderação. Não use frases racistas, discriminatórias, contra etnias, ou palavras que incitem à violência. Esse é um blog de entretenimento, comentários devem ser feitos, mas seja educado. E, por favor, não faça spam. Obrigado.